Iscas à Bernardino

Iscas à Bernardino

Damos o nome de Iscas a um prato tradicional e típico português preparado com fatias ou tiras de fígado frito com alguns temperos.

A receita é antiga do final do século XIX e início do século XX, sua origem é lisboeta e o seu nome inicial era Iscas com Elas, porém com o passar dos anos e a medida que a receita se popularizou em todo território nacional o nome evoluiu para Iscas à Portuguesa e é servida com batatas fritas ou cozidas.

A princípio as Iscas eram preparadas com o fígado de vitela, porém, a partir de 1916 este fígado foi substituído pelo fígado de porco, pois o porco tem uma presença histórica e social importante em todo país, assim, as Iscas converteram-se naturalmente a fonte suína, por razões económicas e culinária, a primeira por ser mais barato, e a segunda porque o sabor da fissura suína é mais intenso e não carece de um período muito longo a marinar no tempero.

Em relação a confecção e preparação das Iscas ao longo dos anos, observa-se que houve poucas alterações, pois em alguns casos o azeite substituiu a banha, e o fígado de porco, como dito anteriormente, não precisa a marinar por muito tempo nos temperos como acontece com o fígado de vitela.

Após essas breves informações históricas sobre as Iscas à Portuguesa que entendo serem necessárias, passo a informar que as Iscas à Bernardino são confeccionadas com algumas diferenças como podem perceber no filme, por exemplo, uso o azeite, não utilizo a cebola na receita, adiciono vinho tinto, bem como não deixo marinar para a fissura não perder sua textura. Por essas particularidades, não atrevi-me a chamar a receita de Iscas à Portuguesa porque sofreria severas críticas dos meus compatriotas que conhecem de certo a receita por ser tradicional e popular em Portugal.

 

  • 500g de Fissura (670 kcal)
  • Pimenta a gosto (2,55 kcal)
  • 2 Dentes de alho picados (8 kcal)
  •  1 Colher de chá de colorau (16 kcal)
  •  1 Folha de louro (-)
  •  1 colher de chá de sal grosso (0 kcal)
  •  30ml de Vinho tinto (25 kcal)
  •  Azeite a gosto para fritar

 Dados úteis sobre a receita

  • Tempo de preparação: 20 minutos
  • Grau de dificuldade: baixo
  • Número de pessoas que serve: 2

Inicie a receita temperando o fígado com pimenta, alho, colorau, folha de louro partida ao meio, sal e o vinho.

Lave as mãos previamente e envolva todos os temperos na fissura.

Numa frigideira ao lume adicione azeite até tapar o fundo da frigideira. Deixe aquecer para de seguida fritar as fissuras.

Assim que o azeite estiver quente, coloque-as para fritar, adicione o molho e deixa-se fritar por 3 minutos .

Após os 3 minutos, vire as fissuras, e deixe-as fritar por mais 3 minutos.

Passado o tempo acima mencionado, desligue o lume e faça os pratos.

Sirva as iscas com batatas cozidas, salada ou como no meu caso com espargos.

Espero que goste e bom apetite.

 

Notas:

  • Teor calórico da receita = 722 kcal
  • Por pessoa = 361 kcal

* Lembrando que são valores aproximados das calorias, pois segundo especialistas frituras podem dobrar o valor calórico das preparações.

GuardarGuardar


%d bloggers like this: